1 week – Os tropeços do autodidata

Tem horas que ser autodidata é um saco, ter alguém ao seu lado dando suporte é fundamental para que seu ânimo não caia. Devido ao fato de ter criado o post e me comprometido publicamente já ajuda bastante a não perder o ritmo, sendo assim deixo outra dica bem interessante da Ana sobre métodos e análises de formas eficazes de aprimoramento de estudos.

Decidi que não irei mais seguir pela documentação, tem muita informação lá que não vale a pena ser seguido, apenas consultado. Parece ser óbvio para muitos, mas tinha uma ideia diferente e não deu certo, acontece. Deixo como indicação então que estou seguindo o livro do Luiz Eduardo de Python para programadores, acho que é o melhor livro de Python gratuito e em português.

Quanto aos exercícios estão indo, lentos devido a falta de tempo mas que ajudam a fixar alguns conceitos importantes.

E gostaria de deixar uma ressalva importante para quem não deseja aprender Python, mas sim Ruby, a comunidade do Ruby criou diversos conteúdos para quem deseja conhecer a linguagem, mas por questão de afinidade sigo com Python. Esse comentário serve apenas como forma de constatação e abertura de novos horizontes.

E quanto ao projeto. É, nesse ponto no final do mês falhei, mas deixo como meia desculpa pois me comprometi no meio do mês e ainda estou nas fases iniciais. Gostaria de sugestões do pessoal sobre projetos que sentem falta ou que desejariam desenvolver mas não tem tempo, pode ser qualquer um, sinceramente estou sem ideias.

Atualização 01/08 – Pensando bem, tenho muita base teórica, tendo a sensação de que meus estudos não valem pra nada, acho que irei criar um breve desafio de levantar aplicações simples a cada semana, correndo feito idiota, com prazos e metas curtos. O que acham?

Ficamos por aqui, grande abraço!

Anúncios

Rodada Hacker: Mulheres aprendendo a programar

Participei nesse Sábado (27/07) da rod Ada Hacker, um evento voltado especialmente para mulheres que desejam aprender mais sobre tecnologia e desenvolvimento. Teve a participação de aproximadamente 70 participantes, tendo a participação especial de 2 crianças, com 18 tutores divididos em 14 grupos.

Cada grupo tinha um nome de uma mulher marcante na história da humanidade, eu por exemplo fiz parte do Olga Benário. Cada grupo tinha seu ritmo e direção, a grande maioria foi abordado os princípios da web, sendo através de HTML, CSS e Twitter Bootstrap. Teve um sobre desenvolvimento de jogos, e outro com Scrapy.

Não é necessário qualquer experiência com programação, basta curiosidade e força de vontade para aguentar uma enorme injeção de termos e informações complicadas. Como a própria organizadora do evento disse (Daniela): “Vocês irão sair daqui com a cabeça fritando de tanto pensar. Isso é um bom sinal”.

O melhor de tudo foi a experiência de ser um dos tutores, conhecer gente fantástica que tiveram a iniciativa de ensinar, sendo prestativos e pacientes, deixo abaixo os links do evento e outro sobre uma participante, a Camila, que por sinal tem um blog que vale muito a pena darem uma olhada.

http://rodadahacker.com/

https://www.facebook.com/RodAdaHacker

http://mulheresnacomputacao.com/2013/07/27/rodada-hacker/

Vejam algumas fotos.

774503_676569192372436_798099875_o

981808_676976818998340_1985334976_o

1004498_676568992372456_698390295_n

1075586_676976348998387_1259471906_o

Curso de Python, qual escolher?

cursos

Uma das grandes maravilhas que a internet oferece é a quantidade enorme de informações dos mais diversos assuntos, e que a cada dia cresce mais devido o crescimento desse meio é a educação a distância. Ainda existem diversas pessoas que não conhecimento ou tem bem pouco sobre isso, gerando desconfianças em relação a eficácia e credibilidade, até porque o contato humano em nenhum momento será substituído pelo computador.

 

O que é mais importante quando se está pensando em fazer um curso online não é a ferramenta em si, mas sim o instrutor(es), e os comentários de ex-alunos que são fundamentais para que seja estimulado a curiosidade em saber um pouco mais. Python atualmente tem diversos cursos online de enorme qualidade, assim como outras plataformas, porém qual delas escolher? Qual realmente me trará benefícios a curto prazo e que tem qualidade reconhecida? Conheço alguns e fiz outros que gostaria de falar um pouco.

Curso de Python do Bruno Rocha

Fiz esse curso no começo do ano, 3 módulos para ser mais exato( Python, Web2py e HTML&CSS&JS) e achei excelente. É uma bela porta de entrada para quem não tem qualquer tipo de conhecimento sobre desenvolvimento web. Rápido, bem didático e o material permanece online para que sempre possa consultar. O Bruno Rocha é uma das maiores referências em Python, sendo fera demais no assunto, e ele junto com seus colegas de trabalho estão desenvolvendo uma plataforma open – source em Django que você deve conhecer, a Opps CMS.

Tá desativado =/
Tá desativado =/
Framework Python 100% nacional
Framework Python 100% nacional

Curso Welcome to the Django do Henrique Bastos

Tem um post completo sobre o assunto, dê uma lida.

Django na veia.
Django na veia.

Python pra tudo quanto é lado na Pycursos

A Pycursos está fazendo um trabalho fenomenal com seus mutirões e iniciativas, divulgando e compartilhando conteúdo de excelente qualidade gratuitamente, para você que deseja saber um pouco mais sobre Python, vai lá que encontrará tudo o que precisa. Lá tem diversos cursos não somente voltado para web, tem também sobre Inteligência coletiva, Algoritmos de Clustering e Expressões Regulares, por exemplo. Ainda não fiz nenhum curso deles, mas conheço o pessoal de lá e qualidade não falta.

Python pra tudo quanto é lado.
Python pra tudo quanto é lado.

Web2py – Web sem segredos do Ovidio Marinho

Ovidio trabalha com Web2py há um bom tempo e é uma das referências no assunto, está com turmas abertas agora em Agosto, é outro também que indico sem pestanejar, Web2py é um dos frameworks que mais está ganhando notoriedade ultimamente e vale a pena você conhecer, existem empresas criando suas aplicações com ele e estão muito felizes com os resultados.

Web2py :D
Web2py 😀

Django com Allisson Azevedo

Outro fera de Django que vocês podem consultar, trabalhando com Django há um enorme tempo, agora o Allison dá este curso muito interessante. Para quem deseja conhecer o framework e quer já sair criando suas aplicações, pode ir lá que sairá satisfeito.

Django para iniciantes.
Django para iniciantes.

Oficinas Turing do Luciano Ramalho

O Luciano Ramalho acredito que seja a maior referência sobre Python, tem inúmeras contribuições para a comunidade, a tradução da documentação de Python que estou estudando ele foi um dos que fizeram. Ele oferece cursos já para programadores que tem base em programação, que são Objetos Pythonicos e Python para quem sabe Python, ouvi de alguns colegas que são cursos ótimos para quem deseja aprofundar mais na linguagem, enriquecendo e muito suas ideias.

Python para quem sabe Python.
Python para quem sabe Python.

Howto do Nando Vieira

Lá não há curso de Python, mas como fiz 3 cursos dele não posso deixar de comentar. Fiz os cursos de Organizando Javascript, Começando com Ruby on Rails e Rails para devs de interface, achei fantástico a didática do Nando e a qualidade técnica para explicar as coisas, sempre atento para tirar suas dúvidas e ajudando a galera. Outro também que indico sem qualquer medo, se você deseja aprender Ruby, vai lá que vale a pena.

Ruby e JS para todos, e sempre!
Ruby e JS para todos, e sempre!

Tanto nos cursos de Web2py do Bruno Rocha, Django do Henrique Bastos e Ruby do Nando Vieira consultei ex-alunos para saber suas opiniões, e TODOS os que consultei sempre falaram muito bem, além dos outros que não fiz mas conheço as pessoas e tenho plena confiança em seus trabalhos e experiências.

Fica a dica pra galera, escolha o curso que deseja, se caso houver dúvidas ou informações a respeito, deixe seus comentários.

Aprendendo Python de forma produtiva

Como já comentei na entrevista, trabalho como Web Designer aqui na empresa Kami Clean (www.kamiclean.com.br), então em quase nenhum momento trabalho diretamente com programação, apenas em algumas horas que brinco com HTML e CSS para poder criar campanhas de e-mail marketing. Meu aprendizado de Python desde sempre foi autodidata, então nunca tive qualquer tipo de pressão para aprender ou senão prazos para cumprir, com isso a correria diária não permitiu/permite que tenha um cronograma ou rotina a seguir.

Com isso percebi que meu aprendizado não está bom, assistia uma palestra aqui, outro tutorial ali, mais um artigo acolá e não conseguia enxergar resultados. Uma das maiores questões para quem deseja conhecer Python é saber quais são as fontes ideias para iniciar, felizmente existem milhares de locais, grande maioria gratuitos que são de excelente qualidade, e que estão em português, auxiliando aqueles que tem dificuldade na linguagem inglesa.

Para poder melhorar e tornar o aprendizado de Python mais produtivo trabalharei seguindo prazos e metas, até porque uma tarefa sem prazo é uma tarefa que nunca será feita. Essa frase caiu como uma luva para minhas dificuldades, até porque essa imagem abaixo resume bem meu sentimento.

993614_509901492422803_1445984692_n

E também assisto sempre esses vídeos para recuperar meus estímulos.

http://www.youtube.com/watch?v=oDQavr74Exw&feature=c4-overview&playnext=1&list=TLxE339CaKh2s (Não é possível incorporação =/ )

Montei um cronograma que acredito que será interessante e gostaria de compartilhar, e também seria de extrema importância para mim suas considerações e dicas para ajudar durante meu processo. Vejamos minhas ideias, toda essa lista será feita diariamente, e irei postar os avanços e aprendizados aqui no blog:

– Resolver 2 a 4 questões da Python Brasil;

– Ler e fazer os artigos e tutoriais dos blogs Aprenda Python e Python Help, talvez reforce conceitos no Python for Beginners;

– 2 a 3 capítulos da documentação do Python, traduzido pelo Luciano Ramalho;

– Assistir 1 mutirão oferecido pela Pycursos por semana;

– Criar um pequeno projeto Open Source e postar no Github ao final do mês.

Acho que será fundamental o feedback da galera e indicar caminhos e dicas, claro que é uma ideia inicial e poderá ser mudada de acordo com o tempo, e espero resolver toda essa lista dentro de 1 hora e meia à 2 horas.

E bem lembrado pelo Vinicius Assef, temos a lista da Python Brasil no qual posso contar com a ajuda do pessoal para dúvidas e dificuldades. Lá tem uma galera muito boa que sempre ajuda e auxilia quem deseja entrar na comunidade.

Abraço!