Por que falho em aprender programação?

Aprendi algo importante que faz a diferença quando se está aprendendo algo, tornando o processo muito mais produtivo e prazeroso, sabe o que é? PRÁTICA.

Sei que é idiota afirmar isso nessa altura do campeonato, mas me permita ser mais claro.

Como já comentei aqui, não trabalho de forma alguma com programação, sendo o aprendizado totalmente autodidata, dependente da minha boa vontade, dedicação e disciplina. Tenho ‘espírito hacker’, gosto de ler e aprender um monte de coisas aleatórias, fico lendo coisas como o How Stuff Works que é um excelente local repleto de curiosidades, perdendo um pouco do rumo. Voltando ao assunto, e com isso dediquei/dedico boa parte do tempo lendo, interagindo, comentando e ajudando dentro do possível. E no final não crio código nenhum, e tudo o que li não botei em prática.

Isso é um problema MEU, mas como o mundo é um enorme lugar e nunca estamos sozinhos acredito que talvez alguém esteja passando por isso, e esse artigo é para você. Quando criei esse texto falando como melhorar meu aprendizado era uma ideia bacana, mas como tudo na vida, grande parte dos nossos planos nunca se realizam, não realizei projeto nenhum, não li nada da documentação e continuando ladeira abaixo.

Só porque não programei e exercitei não quer dizer que deixei de evoluir, muito pelo contrário, existem outros pontos que melhorei muito, conheci e conversei com pessoas sensacionais das quais pude trocar minhas ideias e expectativas, tentei ajudar diversas outras pessoas que também estão no caminho ao se tornar programador, mas o principal não deu certo. Vamos a alguns textos que ilustram melhor minhas conclusões.

Por que quantidade deveria ser sua prioridade

Desacelere

Criando 180 sites em 180 dias

3 pontos que falho. Falta de prática, ansiedade e falta de projetos.

Aonde quero chegar?

Assim como a vida, aprender algo não tem receitas prontas, são caminhos tortuosos que podem demorar décadas para se encontrarem. O importante é errar, refletir e correr atrás dos prejuízos, levando consigo as lições.

Anúncios

Como aprender a programar de forma produtiva

570781_60461319

Esse texto é inspirado a você que está fazendo o curso do Fernando Masanori de Python for Zombies, acredito que possa estar encurtando seu caminho para aprender a programar, assim como eu que também estou no mesmo barco de aprendizado, porém em certo ponto mais avançado, com isso pretendo lhe dar algumas dicas essenciais para seu sucesso ser total.

Programação é algo formidável, ver que aquele conjunto de linhas tem tanto poder para criarmos coisas sensacionais, principalmente com as facilidades que Python oferece, sendo melhor ainda será quando sua ideia ou jogo tiver pronto. Muitos de vocês imagino que tenham interesse por programação criar jogos ou páginas web, pois saiba que o curso muito provavelmente irá te dar toda a base necessária para criar aplicações poderosas a curto prazo de tempo, porém há alguns percalços que irão encontrar, serão dolorosos e incômodos, fazendo – o perder o interesse e se perder no caminho. Mas como tudo na vida se dá um jeito, menos na morte, veja algumas considerações que poderão te poupar muitas dores de cabeça:

Você não vai acertar tudo de primeira

O aprendizado é baseado através de tentativas e erros, mas sua motivação pode se perder aos poucos de acordo com a frequência de tropeços que surgem. PERSISTA! Tudo o que é novo dá medo, como quando se ouve uma termologia nova ou teoria totalmente diferente que não faz o menor sentido, e é essencial o compreendimento do mesmo para seguir seu curso. O segredo é ser perseverante.

Exemplo: Cansei de contar as vezes que desanimei quando não entendi algo, respirava, fazia algo totalmente fora do assunto e depois voltava ao tópico. Se mesmo assim o que quero aprender não deu certo, procuro em outro lugar com outra didática. Se ainda persistir, peça ajuda, sempre existem pessoas que estão dispostas a compartilhar seus conhecimentos com iniciantes, ACREDITE, ELAS EXISTEM. Até porque crescer dói.

Seja paciente e burro

Tenho um sério problema, sou muito ansioso, e ansiedade leva a querer pular etapas para alcançar rapidamente o que quero, isso me atrapalhou/atrapalha muito porque tenho mania de estudar superficialmente as coisas, e lá na frente percebo que aquilo era fundamental, acabando não aprendendo nada direito. NÃO SEJA AFOBADO.

Seja burro, burro daqueles que nunca tem a sensação que tem domínio de um assunto, faça, refaça, faça novamente exercícios, A PRÁTICA É FUNDAMENTAL PARA A FIXAÇÃO DO QUE SE APRENDE.

Exemplo: Tenho bastante conhecimento teórico, Orientação a Objetos, Lean, Extreme Programming, desenvolvimento de aplicações de alto desempenho e etc. Na prática, nenhum, então muita das coisas não servem de nada se não sabe aplicar. É que nem aquele cara que fala muito e pouco faz, sou muito assim. Esse texto explicando como aprender a programar em dez anos resume bem a ideia.

O que está aprendendo hoje só fará sentido daqui há muito tempo

Interaja, conheça seus colegas de curso, compartilhe conhecimento e informações, troque ideias. Seja sobre programação, seja arte ou qualquer coisa de interesse comum, muitas vezes as conexões que fazemos hoje terá um enorme futuro maravilhoso. Os pontos só irão de conectar olhando para trás, nunca a sua frente.

Exemplo: Meu blog é um ótimo exemplo, através dele conheci o Marcel da Pycursos, e também participei de uma entrevista e mutirão, tenho contato com diversos Pythonistas espalhados Brasil afora, estou tendo um feedback sensacional que a cada dia me acrescenta muitas ideias e informações. Conheça outras pessoas, somos seres sociais, não máquinas.

Mostre o que está aprendendo para seus amigos e familiares

Parece ser um ponto besta, porém é fundamental que existam pessoas que sempre te apoie, se elas não entendem o que é programação, esse vídeo abaixo resume bem o conceito.

Crescer em conjunto é fundamental, pessoas que estejam alinhadas com mesmos objetivos tornam o processo mais simples.

Exemplo: Aprender sozinho sem ter alguém pessoalmente que possa me dar suporte foi complicado, felizmente temos a internet e hoje existem diversas pessoas em que posso contar sempre que surgem dúvidas e etc. Ajude e seja ajudado, tenha humildade de reconhecer suas falhas e correr para consertá-las.

Não se preocupe com o mercado de trabalho, existe espaço para todos

Em algum momento você pretende aplicar seus estudos no mercado, isso é óbvio, seja através de estágio na faculdade ou antes. Acredite, EXISTE ESPAÇO PARA TODOS E SOBRAM VAGAS, e Python não fica de fora.

Compartilhe conhecimento

Crie um blog, vídeos ou simples colaborações em fóruns. APAREÇA!

Não desista, você nem chegou perto aonde quer chegar!

Faça por diversão e amor.

All work and all play (legendado) from Box1824 on Vimeo.

Comente, fale do que está achando do curso, ou se não está fazendo o curso mas está também em fase de aprendizado, não precisa ser exatamente Python, pode ser qualquer outra tecnologia. INTERAJA.

PS: Pra falar que só falo de Python, veja também esse texto sensacional falando sobre aprendizado correto de JavaScript. Muitos outros conceitos abordados lá são importantes.

Simplesmente Python: Por que você deve conhecer esta linguagem

Irei participar do mutirão Python promovido pela Pycursos, iniciativa formidável que já citei aqui diversas vezes.

Falarei sobre tudo o que envolve Python, mercado de trabalho, referências, cases de sucesso e quais são as principais vantagens de conhecer a linguagem. O foco será em programadores de outras tecnologias que tem interesse e desejam saber mais sobre as possibilidades que Python oferece, da mesma forma para aqueles que desejam aprender a programar e entender porque a linguagem é tão recomendada.

Vá lá e compareça, se não der para assistir ao vivo não há problema, será gravado.

Nos vemos lá!

https://plus.google.com/events/c10c8mbu3ofr148d3meb3uq7ok8