Como aprender a programar de forma produtiva

570781_60461319

Esse texto é inspirado a você que está fazendo o curso do Fernando Masanori de Python for Zombies, acredito que possa estar encurtando seu caminho para aprender a programar, assim como eu que também estou no mesmo barco de aprendizado, porém em certo ponto mais avançado, com isso pretendo lhe dar algumas dicas essenciais para seu sucesso ser total.

Programação é algo formidável, ver que aquele conjunto de linhas tem tanto poder para criarmos coisas sensacionais, principalmente com as facilidades que Python oferece, sendo melhor ainda será quando sua ideia ou jogo tiver pronto. Muitos de vocês imagino que tenham interesse por programação criar jogos ou páginas web, pois saiba que o curso muito provavelmente irá te dar toda a base necessária para criar aplicações poderosas a curto prazo de tempo, porém há alguns percalços que irão encontrar, serão dolorosos e incômodos, fazendo – o perder o interesse e se perder no caminho. Mas como tudo na vida se dá um jeito, menos na morte, veja algumas considerações que poderão te poupar muitas dores de cabeça:

Você não vai acertar tudo de primeira

O aprendizado é baseado através de tentativas e erros, mas sua motivação pode se perder aos poucos de acordo com a frequência de tropeços que surgem. PERSISTA! Tudo o que é novo dá medo, como quando se ouve uma termologia nova ou teoria totalmente diferente que não faz o menor sentido, e é essencial o compreendimento do mesmo para seguir seu curso. O segredo é ser perseverante.

Exemplo: Cansei de contar as vezes que desanimei quando não entendi algo, respirava, fazia algo totalmente fora do assunto e depois voltava ao tópico. Se mesmo assim o que quero aprender não deu certo, procuro em outro lugar com outra didática. Se ainda persistir, peça ajuda, sempre existem pessoas que estão dispostas a compartilhar seus conhecimentos com iniciantes, ACREDITE, ELAS EXISTEM. Até porque crescer dói.

Seja paciente e burro

Tenho um sério problema, sou muito ansioso, e ansiedade leva a querer pular etapas para alcançar rapidamente o que quero, isso me atrapalhou/atrapalha muito porque tenho mania de estudar superficialmente as coisas, e lá na frente percebo que aquilo era fundamental, acabando não aprendendo nada direito. NÃO SEJA AFOBADO.

Seja burro, burro daqueles que nunca tem a sensação que tem domínio de um assunto, faça, refaça, faça novamente exercícios, A PRÁTICA É FUNDAMENTAL PARA A FIXAÇÃO DO QUE SE APRENDE.

Exemplo: Tenho bastante conhecimento teórico, Orientação a Objetos, Lean, Extreme Programming, desenvolvimento de aplicações de alto desempenho e etc. Na prática, nenhum, então muita das coisas não servem de nada se não sabe aplicar. É que nem aquele cara que fala muito e pouco faz, sou muito assim. Esse texto explicando como aprender a programar em dez anos resume bem a ideia.

O que está aprendendo hoje só fará sentido daqui há muito tempo

Interaja, conheça seus colegas de curso, compartilhe conhecimento e informações, troque ideias. Seja sobre programação, seja arte ou qualquer coisa de interesse comum, muitas vezes as conexões que fazemos hoje terá um enorme futuro maravilhoso. Os pontos só irão de conectar olhando para trás, nunca a sua frente.

Exemplo: Meu blog é um ótimo exemplo, através dele conheci o Marcel da Pycursos, e também participei de uma entrevista e mutirão, tenho contato com diversos Pythonistas espalhados Brasil afora, estou tendo um feedback sensacional que a cada dia me acrescenta muitas ideias e informações. Conheça outras pessoas, somos seres sociais, não máquinas.

Mostre o que está aprendendo para seus amigos e familiares

Parece ser um ponto besta, porém é fundamental que existam pessoas que sempre te apoie, se elas não entendem o que é programação, esse vídeo abaixo resume bem o conceito.

Crescer em conjunto é fundamental, pessoas que estejam alinhadas com mesmos objetivos tornam o processo mais simples.

Exemplo: Aprender sozinho sem ter alguém pessoalmente que possa me dar suporte foi complicado, felizmente temos a internet e hoje existem diversas pessoas em que posso contar sempre que surgem dúvidas e etc. Ajude e seja ajudado, tenha humildade de reconhecer suas falhas e correr para consertá-las.

Não se preocupe com o mercado de trabalho, existe espaço para todos

Em algum momento você pretende aplicar seus estudos no mercado, isso é óbvio, seja através de estágio na faculdade ou antes. Acredite, EXISTE ESPAÇO PARA TODOS E SOBRAM VAGAS, e Python não fica de fora.

Compartilhe conhecimento

Crie um blog, vídeos ou simples colaborações em fóruns. APAREÇA!

Não desista, você nem chegou perto aonde quer chegar!

Faça por diversão e amor.

All work and all play (legendado) from Box1824 on Vimeo.

Comente, fale do que está achando do curso, ou se não está fazendo o curso mas está também em fase de aprendizado, não precisa ser exatamente Python, pode ser qualquer outra tecnologia. INTERAJA.

PS: Pra falar que só falo de Python, veja também esse texto sensacional falando sobre aprendizado correto de JavaScript. Muitos outros conceitos abordados lá são importantes.

11 comentários em “Como aprender a programar de forma produtiva

  1. Muito bom artigo, parabéns Eric. Estou fazendo o curso do Masanori e participei do hangout onde você falou sobre o aprendizado em Python que me motivou ainda mais a continuar aprendendo essa linguagem. Obrigado!

  2. Olá, apesar de não estar começando nisso, achei sua iniciativa mais eficiente do que de outros que já. Muitas e muitas vezes me vi combatendo a desistência até que passei pela fronteira para me tornar melhor. Sempre procuro por tutoriais que não sejam teoria pura e mostrem como auto-motivar com a matéria como maneira de ensino melhor. Uma vez tendo um conhecimento maior, acreditem, esta motivação será sustentável!

  3. Bom dia Eric! Meu nome é Claudio tenho 59 anos parei de estudar no segundo ano do ginasial, após muitos anos estudei por conta própria e tirei o certificado de conclusão 1º e 2º graus (passei de primeira em todas as matérias) passado mais alguns anos voltei a estudar por conta própria e passei no vestibular Sistema de Informações da UNIBAN, por motivos alheio a minha vontade tive que abandonar a faculdade. Sou apaixonado por programação, estou tentando fazer o curso Python para Zumbis do professor Fernando, porém pelo descrito acima você deve imaginar quanto difícil está sendo eu acompanhar as aulas, mas como já sou aposentado e não dependo do certificado(Apesar que se eu conseguir vou emoldurar e colocar na parede principal da casa,kkkkkkkkkkkkk)tem horas que penso em desistir, mas ai me cai do céu um texto igual ao seu e após ler o seu texto acha que vou desistir? Obrigado amigo por você e tantas pessoas iguais a você existirem, parabéns e que você consiga cada vez mais sucesso!

  4. Esse artigo agrega muito valor. Excelente, cara!
    Iniciativas como esta fazem uma diferença significativa. Eu também estou cursando o curso Python para Zumbis. Sinto-me mais motivado depois te ter lido este artigo… ^ ^

    É isso aí, sucesso para todos nós!

  5. Parabéns ! Muito bom post! Também estou cursando o python para zumbis e sou graduando em ciência da computação, seu artigo foi muito motivante!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s