Pyladies com a Clara Nobre

Finalizando as perguntas em grande estilo, hoje temos outra das organizadoras do Pyladies Brasil, a Clara Nobre, no qual fala sobre suas impressões sobre tudo o que aconteceu nesse ótimo evento.

Gostaria que se apresentasse e falasse um pouco sobre você.

1970799_1416642945255099_2110285372_n

22 anos, brasileira, graduanda em Ciência da Computação(UFRN), com curso técnico profissionalizante de Web Design(2011) na IT Cursos e atualmente Suporte de Analista de Infraestrutura da empresa Veezor Network Intelligence. Sou entusiasta da linguagem Python , tenho interesse nas áreas de Infraestrutura de Redes, Linux, Android, Software Livre e Cloud Computing. Sou Co Founder da comunidade PyLadies Brasil e faço parte do grupo Potilivre aqui do Estado.

Quais foram as motivações para criar um evento da Pyladies no Brasil?

As minhas motivações foram as mesmas da criação do projeto lá fora, porquê não mostrar ao mundo que as mulheres na área de TI são tão competentes quanto e ainda mais, porquẽ não unir mulheres que estão paradas, mas que entendem do assunto ou tem interesse, e mostrar a elas que é possivel se reunirem e produzirem algo juntas? A minha motivação foi essa, um evento feito para mulheres e por mulheres de TI.

Qual foi o feedback dos participantes? O que lhe surpreendeu?

O que me surpreendeu não foi nem o feedback dos participantes, foi a diversidade de pessoas que estiveram no evento conosco. Existiam mulheres de diversas áreas e com idades bem distintas que fizeram meus olhos brilharem ao ver que alcaçamos as Ladies de nossa cidade independente delas saberem programar ou não.

Por que Python? O que a linguagem trouxe de facilidade para ensino de programação a pessoas sem qualquer conhecimento?

Para mim é algo bem pessoal, eu adoro passar horas analisando linhas de código no meu bash do Linux, eu realmente me divirto lendo até logs, entretanto eu nucna gostei das disciplinas de programação, e continuo sem gostar, que vejo na Universidade. Não estou desmerecendo linguagem alguma, mas Shell Script por ser uma linguagem de comandos, fez com o que o meu interesse em programação fosse ligado a implementação de algo que eu pudesse acompanhar e ver a cada mudança, outras linguagens por seu nível de complexidade precisam que você chame tanta biblioteca e tanto arquivo que ás  vezes não é possível fazer. Portanto, conhecer Python foi amor pela primeira vista, uma linguagem que me permitia utilizar scripts e aprender tudo o que eu acredito precisar nessa vida, daí fiz o curso Python Para Zumbis do Fernando Masanori e gostei  da linuagem e quis muito aprendê-la e com o tempo fui vendo que a sua sintaxe era tão simples que seria a melhor forma de alguém aprender a programar.

Quanto foi importante o apoio da comunidade para a realização do evento?

Eu só tenho que agradecer a Potilivre que mesmo em sua maioria com integrantes homens, estavam ali nos ajudando e auxiliando e especialmente na parte de correções e cortes. E aos nossos patrocinadores que estiveram colaborado desde o começo, assim como a Empresa Evolux que nos deu total apoio, especialmente porque alguns dos funcionários fazem parte da Potilivre e acabaram sendo os monitores majoritários em nosso evento, apesar de ter treinado as meninas que foram monitoras.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s